Gastronomia

As pessoas do campo desta Freguesia, assim como em todo o País agrícola, comiam a que a terra dava e mais frugal possível. A base da alimentação eram as hortaliças, algum peixe, broa (raramente pão) carne de aves e porco (poucas vezes), azeite e vinhos, sem esquecer as azeitonas, e carnes de cabra, em dias de festa.
Com a imaginação própria das gentes campesinas foram criados, ao longo dos séculos, alguns saborosos pratos da cozinha regional, de que são exemplo; Canja de Galinha Arroz Pardo, Chafana, Batas Salteadas, Sopa Camponesa, Sopa Fervidas Novas e Velhas (novas confeccionadas com nabiça e na altura, enquanto que as velhas eram o aproveitamento da sopa que restava na véspera), Galinha Corada no Forno, Erguias Abafadas em Vinho Tinto, Sarrabulho, Sardinha em Escabeche, Iscas, Ervas de Molho e Peixinhos da Horta.
 
DOCES REGIONAIS
Fazem parte da confeitaria da região, doce de influencia e de receitas saídas dos muitos conventos da região. São eles, o celebre Arroz Doce a moda de Coimbra, Charcada das Freiras de Santa Clara, Pasteis do mesmo Convento, Manjar Branco do Convento de Celas Arrufadas de Coimbra, Barrigas de Freira, Pão de Ló, bolos de Coroa e Bolos de São Jorge.