Caras e caros Concidadã(aos)

Caras e caros Concidadã(aos)

Quero cumprimentar e agradecer a todos os que se envolveram na campanha eleitoral e que apoiaram a nossa recandidatura, pautando sempre a sua colaboração por um comportamento exemplar, tendo em vista alcançar a vitória que se viria a tornar realidade. Bem hajam, do fundo do coração a todas e todos.

Quero também aqui, transmitir a minha solidariedade a todos aqueles que tiveram a coragem de dar a cara em qualquer uma das listas concorrentes a este ato eleitoral e que não obtiveram os resultados que esperavam. Em democracia é assim: umas vezes ganha-se, outras perde-se, mas tenho a certeza que, mulheres e homens de valor como vós, merecem o aplauso de todos.

Quero lembrar aqui, hoje, neste momento muito importante da vida autárquica das duas freguesias, três pessoas que muito contribuíram para o desenvolvimento e qualidade vida de S. Martinho do Bispo e que nunca é demais recordar. Falo de Antonino Moura Antunes, de Mário Simões da Costa e de Jorge Lemos, que nos deixaram no decorrer do mandato que hoje acaba, e a quem devemos prestar a nossa sentida homenagem. Muito obrigado pelo exemplo e legado deixados.

Por fim agradecer a todas e a todos quantos acreditaram nesta candidatura, e foram muitos, de S. Martinho do Bispo a Ribeira de Frades e transmitir-vos que sem o vosso apoio não teria sido possível alcançar esta vitória. Afirmo que tudo faremos para que a confiança que em nós voltaram a depositar, não seja defraudada. Muito obrigado.

Quando apresentámos o nosso programa eleitoral prestámos simultaneamente contas a todos os nossos concidadãos, sempre respeitando o compromisso anteriormente assumido e que, apesar de ter sido um mandato atípico, de gestão autárquica muito difícil, devido a uma pseudo-reforma administrativa inconsequente, ineficaz, inimiga das autarquias, tanto no aspeto financeiro, como na perda da proximidade, que é uma das mais-valias das Freguesias, dizia eu, mesmo assim, honrámos as nossas propostas e verificámos que os cidadãos o souberam reconhecer na hora da votação. Muito obrigado.

Sentimos que muito ainda teremos que fazer, daí mantermos as nossas ambições de querermos mais e melhor para as duas Freguesias, para as nossas populações, reafirmando a nossa contínua preocupação com a Área Social, Educação, Ambiente, Saúde, Cultura e Desporto, Transportes e Segurança, onde englobamos o apoio importantíssimo que deveremos prestar a quem cuida e ajuda o seu próximo, de quem desenvolve atividade cultural e desportiva de tão grande qualidade, que nos deixa com um sentimento de reconhecimento e agradecimento, que nunca será por demais evidenciar. É também nossa preocupação a melhoria de condições dos mercados e feiras, bem como Iluminação Pública, Acessibilidades, Obras Complementares e sinalética, das duas freguesias.

Num país, onde nos últimos tempos assistimos à destruição massiva da nossa floresta, de habitações, de bens e serviços e mais grave ainda, de perda de vidas, provocadas pelos incêndios, torna-se necessário e importante pensar formas rápidas de fomentar a solidariedade e prestar o auxílio necessário, a quem não tem outra forma de subsistir com a dignidade que todos os seres humanos merecem e têm direito. Estamos, como sempre estivemos, disponíveis para colaborar, porque acima de tudo manteremos sempre o lema “PRIMEIRO AS PESSOAS”. Uma palavra de louvor e apreço para todos os bombeiros e voluntários que se disponibilizaram para esta causa humanitária. Muita força e contem connosco.

Queremos aqui reafirmar que todas as boas práticas existentes nas duas freguesias se irão manter, sendo exemplo disso, e a realizar brevemente, a entrega de Cabazes de Natal, os Prémios para os Melhores Alunos de S. Martinho do Bispo e Ribeira de Frades, desde o 1.º ciclo até ao 12.º ano, participação e apoio nas Festas de Natal da terceira idade e das Escolas, principalmente do 1.º Ciclo e Jardins de Infância, bem como a continuidade na ação de melhoria das condições de aprendizagem e ensino, apostando assim na valorização da educação das nossas crianças e jovens.

Queremos, hoje aqui, sossegar as populações da União de Freguesias, reafirmando uma vez mais, que manteremos em funcionamento as duas sedes de junta, mantendo os serviços de qualidade e proximidade por elas prestados às populações e se possível reforçando-as com novos acordos a celebrar com entidades estatais, não esquecendo a nossa proposta de criar o Espaço Loja do Cidadão, para a qual apresentaremos candidatura, para funcionamento em S. Martinho do Bispo.

Iniciaremos assim, um novo ciclo de gestão autárquica desta União de Freguesias, mas tendo os pés bem assentes no chão, sabendo que o que nos espera para o quadriénio 2017-2021 pode constituir o ponto de viragem da nossa história autárquica se, como esperamos, a Lei de Descentralização de Competências entrar em vigor já no início do próximo ano de 2018, transmitindo uma maior autonomia e competências próprias para as Juntas de Freguesia.

Tal como no passado, esta não é a altura para se desperdiçar o capital de conhecimento e confiança pessoal e institucional que conquistámos nas duas últimas décadas, o qual queremos ainda fortalecer em benefício do desenvolvimento da União de Freguesias e da qualidade de vida das nossas populações.

Contaremos com todos vós, com a vossa experiência, adquirida em variados sectores, com as vossas ideias, apelando para que apresentem propostas que possam ser discutidas por todos, já que, envolvendo mais do que uma freguesia, é necessário estabelecer regras e também decidir, sem tomar partido por nenhuma delas, mas conjugando vários factores que nos possam ajudar a tomar decisões acertadas, valorizando assim as duas freguesias.

Este nosso desafio passará por assumir, claramente, que o mais importante serão SEMPRE AS PESSOAS, construindo um território sustentável, dinâmico e inovador, apresentando um novo modelo de intervenção e gestão autárquicas que a nova realidade que se aproxima exigirá, mas conferindo também uma grande responsabilidade a todas as autarquias e autarcas, neste mandato que hoje se inicia.

Não queria terminar sem antes lançar aqui um desafio. O Orçamento Participativo voltará a ser uma realidade para este mandato, assim haja, e estou convicto que haverá, por parte das associações, coletividades, grupos de moradores, instituições de solidariedade social ou outros, a apresentação de projetos devidamente organizados e planificados, segundo parâmetros previamente estabelecidos, possibilitando assim que, uma parte do Orçamento da Junta, a eles seja atribuída. Logo após a entrada em vigor do Orçamento para 2018, estaremos em condições de prestar a informação necessária para iniciar este processo.

Não frustraremos as expectativas de quem nos elegeu e, a partir de hoje, continuaremos a trabalhar em prol das populações de S. Martinho do Bispo e de Ribeira de Frades, contando para isso com a ajuda de todos vós, sem excepção.

Trabalharemos com todos e para todos.

Para terminar desejo a todas e a todos um SANTO NATAL e também um Novo Ano de 2018 com muita saúde, paz e amor.

Jorge Veloso – Presidente da Junta da União de Freguesias de S. Martinho do Bispo e Ribeira de Frades.




Caras e caros Concidadã(aos)